segunda-feira, 11 de junho de 2018

LIBERTOS DO INCHAÇO


Aconteceu num sábado que, entrando ele em casa de um dos principais dos fariseus para comer pão, eles o estavam observando. E eis que estava ali diante dele um certo homem hidrópico. E Jesus, tomando a palavra, falou aos doutores da lei, e aos fariseus, dizendo: É lícito curar no sábado? Eles, porém, calaram-se. E, tomando-o, o curou e despediu.
E respondendo-lhes disse: Qual será de vós o que, caindo-lhe num poço, em dia de sábado, o jumento ou o boi, o não tire logo? E nada lhe podiam replicar sobre isto.
Lucas 14:1-6

INTRODUCAO: Hoje em Israel os Judeus continuam buscando cumprir a Lei do Sabath, descansando de todo o trabalho no dia de sábado como a lei manda, porém quando há um acidente e pessoas precisam de um médico ou de um bombeiro ou polícia eles quebram a lei por entender que A VIDA ESTÁ ACIMA DA LEI.  Mas o verdadeiro descanso está no que Cristo nos deu SHALOM.
E, em qualquer casa onde entrardes, dizei primeiro: Paz seja nesta casa. Lucas 10:5
Temos Paz com Deus pela cruz de Cristo. E Ele nos ama apesar de estarmos inchados. Quando Jesus curou o fariseu não se importou com o fato de que ele era um religioso pecador, Ele o amou e curou à pesar de ser uma lei não trabalhar no dia de sábado.
Deus não criou as leis para serem maiores que o homem, Deus criou a lei para mostrar o quando o homem é pequeno e precisa dEle.
Deus deseja nos desinchar!
Ele quer tirar de nós nossa tradição cultural, tradição religiosa, nossa tradição carnal.
1.       Desinchados na Cultura
Nossa cultura diz que quem é bom merece o céu. O que tem de errado com isso? É que fomos inchados a acreditar que podemos ser bons pelas nossas ações e isso é um tipo perigoso de hipocondria chamada: SOBERBA/ORGULHO.
Não podemos ser SOBERBOS e ORGULHOSOS, pois esse é um inchaço perigoso que nos afasta de Deus. Este é um inchaço que vem antes da queda e promove afastamento do resgate de Deus. Jesus veio para os enfermos mas os que se pensam muito curados não podem recebe-lo.
2.       Desinchados na Religiosidade
O religioso acredita que é Justo no que ele faz da religião que ele pratica, mas para Deus não há ninguém justo em obras à não ser em fé. Jesus é a minha justiça na Cruz. Sem dependência eu fico inchado de “Autojustiça” e isso mata.
A minha Justiça é Cristo pois Ele realizou na cruz a obra completa da minha salvação.
Quem acredita na Justiça de JESUS para de tentar provar ao Pai que é justo pelo que faz e entende que “É Justo mas por Fé” por isso o texto diz:
Porque nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito: Mas o justo viverá pela fé.  Romanos 1:17
Só em Cristo está a minha justiça.
3.      Desinchado da Carnalidade
Quando eu compreendo que Jesus é a minha Justiça e que eu recebi sem merecer a salvação então preciso compreender que a minha prisão no pecado acabou. Não sou mais preso ao que me arrastava para a carne, agora somos novas criaturas, espirituais em Cristo.
Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.
E tudo isto provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo, e nos deu o ministério da reconciliação;
Isto é, Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados; e pôs em nós a palavra da reconciliação.
De sorte que somos embaixadores da parte de Cristo, como se Deus por nós rogasse. Rogamo-vos, pois, da parte de Cristo, que vos reconcilieis com Deus.
Àquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus. 
2 Coríntios 5:17-21

CONCLUSÃO: hoje é noite de milagres: temos paz com o Pai, somos libertos do pecado, precisamos nos esvaziar do orgulho e permitir que nosso corpo seja curado e liberto.

Ore por um milagre na sua casa. Ore por uma entrega na cruz.
Do que o homem neste mundo está mais inchado?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Oração Insistente

E contou-lhes também uma parábola sobre o dever de orar sempre, e nunca desfalecer, Dizendo: Havia numa cidade um certo juiz, que nem a De...